quarta-feira, 30 de maio de 2012

PARTINDO DE FORTALEZA, CE



Amyr Klink escreveu no seu primeiro livro: "Um homem precisa viajar. Por sua conta, não por meio de histórias, imagens, livro ou TV. Precisa viajar por si, com seus olhos e pés, para entender o que é seu. Para um dia plantar suas próprias árvores e dar-lhes valor. Conhecer o frio para desfrutar do calor. E o oposto. Sentir a distância e o desabrigo para estar bem sob o próprio teto. Um homem precisa viajar para lugares que não conhece, para quebrar essa arrogância que nos faz ver o mundo como imaginamos e não simplesmente como ele é ou pode ser. Que nos faz professores e doutores do que não vimos, quando deveríamos ser alunos, e simplesmente ir ver".
Partiremos de Fortaleza, capital do Ceará, Brasil e iremos por onde der e aonde conseguirmos chegar.
Sejam bem-vindos e boa viagem!
Junior.

Apesar de não ser católico, gosto de fotografar igrejas. Acho os detalhes e a simbologia da arquitetura muito interessantes. Quando fotografei a Igreja de Nossa Senhora das Dores, as portas estavam abertas. Quando cheguei na Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, havia uma grade de ferro e as portas estavam fechadas. Isso me fez lembrar que a dor é comum e o remédio, às vezes, é raro. E é exatamente por isso que a vida deve ser mais do que vivida. Deve ser aproveitada.

 Igreja de Nossa Senhora das Dores

Igreja do Pequeno Grande

 Igreja da Sé

Igreja de São Benedito

Igreja de Nossa Senhora do Carmo


Igreja de Nossa Senhora de Fátima


Igreja de Nossa Senhora da Piedade


Igreja de Nossa Senhora dos Remédios


Igreja de Nossa Senhora dos Navegantes


Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Prainha

Igreja de Nossa Senhora do Líbano

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar. Seu comentário estará em breve nesse blog.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.